Os gatos e a pintura 10 – Mily Possoz – Les chats et la peinture 10


Mily_PossozEmília Possoz nasceu nas Caldas da Rainha a 4 de Dezembro de 1888 e faleceu em Lisboa a 17 de Junho de 1968. Conhecida como Mily Possoz, figura destacada da primeira geração de pintores modernistas portugueses, foi uma artista plástica de origem belga.

Mily Possoz recebeu uma educação artística esmerada, nomeadamente em pintura, tendo frequentado o atelier da pintora Emília dos Santos Braga. Com 16 anos, continuou a sua aprendizagem artística em Paris, frequentando a famosa Académie de La Grand Chaumière, na Alemanha, onde aprendeu gravura com o gravador Willy Spatz, na Bélgica e na Holanda.

imagesRegressada a Portugal em 1909, Mily Possoz integrou o movimento modernista emergente participando nas Exposições de Humoristas e Modernistas entre 1912 e 1926, sendo também das poucas artistas da sua geração a organizar exposições individuais do seu trabalho, con- sagrando-se como uma das mais importantes artistas portuguesas da primeira metade do século XX. Excelente desenhadora, colaborou como ilustradora em numerosas publicações: ABCAthena, Contemporânea, A Ilus- tração Portuguesa, entre outras.

20100317145857_Mily Possoz - ST01 - 00901Viveu em Paris entre 1922 e 1937 e chegou a ficar noiva do pintor Eduardo Viana. Participou como convidada, com Eduardo Viana e Almada Negreiros, na Exposição dos Cinco Independentes em 1923 na SNBA de Lisboa. Na segunda estada parisiense, tornou-se membro activo da sociedade Jeune Gravure Contemporaine. Amiga do artista japonês Tsuguharu Foujita, com ele esta- belecereu alguns jogos plásticos, evidentes em algumas das suas litogravuras e pontas-secas.

Em 1937, a sua participação na exposição de Gravura Francesa, realizada em Cleveland, nos Estados-Unidos, garantiu-lhe a medalha de ouro e a aquisição de obras suas para o Museu de Cleveland. Nesse mesmo ano regressou a Portugal.

Em 1940 encontrou-se entre o vasto leque de artistas modernistas convidados pelo arquitecto Cotinelli Telmo para a decoração dos pavilhões da Exposição do Mundo Português. Decorou a Sala do Japão, inspirada pela arte dos Biombos Namban. No decorrer dessa década mudou-se para Sintra, onde passou a viver, dedicando-se sobretudo à pintura a óleo e à aguarela.

urlEm 1943 participou como figuri- nista no bailado D. Sebastião, da Companhia Portuguesa de Bailado Verde Gaio. Em 1956, colaborou com a Sociedade Cooperativa de Gravadores Portugueses, da qual permanecerá membro até à data da sua morte. Em 1957, conheceu o coleccionador de arte Machaz, que lhe encomendou vários qua- dros para a decoração do Hotel Tivoli.

A sua obra mais conhecida acabou por ser o programa decorativo do antigo Livro da segunda classe, com a primeira 4.0de muitas edições a ser publicada em 1958, livro que ainda hoje permanece no imaginário escolar de muitos portugueses.

Pintora de sólido ofício, sensível a uma modernidade a que não será alheia a herança pós-impressionista, Mily Possoz deve a sua fortuna crítica à amabilidade feminil do seu traço e dos seus motivos: paisagens, retratos reais ou inventados, gatos e cenas urbanas, quase sempre tingidos por valores feéricos, ingénuos e matri- ciais, que lhe permitiram envelhecer como uma eterna menina“. 

Reproduzimos com a devida vénia ao blogue Santa Nostalgia algumas páginas desse livro escolar.

livro da segunda classe_santa nostalgia_03_e 4

livro da segunda classe_santa nostalgia_05 e 6

livro da segunda classe_santa nostalgia_07 e 8

SAMSUNG DIGITAL CAMERA

tumblr_mu5jthJsbw1qbt614o1_400Emília Possoz est née à Caldas da Rainha (Portugal) le 4 décembre 1888 et est morte à Lisbonne le 17 juin 1968. Connue comme Mily Possoz, figure marquante de la première génération de peintres modernistes portugais, elle fut une artiste plastique d’origine belge.

Mily Possoz reçut une éducation artistique soignée, surtout en peinture, à l’atelier d’Emília dos Santos Braga entre autre. A 16 ans, ele poursuivit son apprentissage artistique à Paris, fréquentant l’Académie de La Grand Chaumière, en Allemagne, où elle s’inicia à la gravure chez Willy Spatz, en Belgique ainsi qu’en Hollande.

De retour au Portugal en 1909, Mily Possoz intégra le mouvement moderne émergent participant aux Salons des Humoristes de Lisbonne entre 1912 et 1926, faisant partie des quelques artistes de sa génération à organiser des expositions individuelles de son travail, se consacrant comme une des plus proéminentes artistes portugaises de la première moitié du XXe siècle. url 5Excellente dessinatrice, elle réalisa des illustrations dans toute sorte de publi- cations, comme les revues ABC, Athena, Contemporânea, Ilustração Portuguesa.

Mily Possoz vécut à Paris entre 1922 et 1937. Fut un temps fiancée du peintre, son compatriote, Eduardo Viana. Avec Eduardo Viana et Almada Negreiros, ele participa comme invitée à l’Exposition des Cinq Indépendants, en 1923, à la SNBA (Société Nationale des Beaux-Arts) de Lisbonne. Lors de son second séjour parisien, Mily devint membre actif de la société de la Jeune Gravure Contemporaine. Amie de l’artiste japonais Tsuguharu Foujita, elle pratiqua quelques jeux plastiques avec lui, évidents dans certaines de ses lithogravures et pointes-sèches.

url 4En 1937, sa participation à l’exposition de la Gravure Française, à Cleveland, aux USA, lui valut la médaille d’or et l’acquisition de quelques-unes de ses œuvres par le Musée de Cleveland.

La même année, ele rentra au Portugal.

E 1940, ele se retrouva au milieu d’un grand choix d’artistes modernistes invités par l’architecte Cotinelli Telmo pour la décoration des pavillons de l’Exposition du Monde Portugais. Mily Possoz décora la Salle du Japon, inspirée par l’art des Paravents Nambans. C’est durant cette décade que Mily s’installa à Sintra, où ele se maintint, s’adonnant surtout à la peinture à l’huile et à l’aquarelle.

En 1943, elle créa des figurines pour le ballet D. Sebastião, de la Compagnie Portugaise de Ballet Verde Gaio. En 1956, elle collabora avec la Société Coopérative de Graveurs Portugais, dont ele fut membre jusqu’à sa mort. En 1957, ele fit la connaissance du collectionneur d’art Machaz, qui lui commanda plusieurs tableaux pour la décoration de l’Hotel Tivoli.

url 2Son oeuvre la plus connue fut en fait l’ensemble des illustrations pour l’ancien Livro da segunda classe (Livre de l’École Primaire) lors de la première des nombreuses éditions publiée en 1958, livre qui encore aujourd’hui reste dans l’imaginaire scolaire de nombreux Portugais.

Peintre de valeur, sensible à une modernité à laquelle n’est pas étrangère un certain héritage postimpressioniste, Mily Possoz doit sa bonne critique “à l’amabilité féminine de son trait et de ses motifs: paysages, portraits réels ou inventés, chats et scènes urbaines, presque toujours enrobées de valeurs féériques, ingénues et matriciels, qui lui permirent de vieillir comme une éternelle petite fille “.

url 1

                                                                                       

Advertisements

3 Comments (+add yours?)

  1. Emília Ferreira
    Dec 23, 2015 @ 00:44:10

    Olá!
    As informações que aqui deixa sobre a Mily Possoz foram retiradas (tanto em português como em francês) de um catálogo editado pela Fundação Arpad Szenes-Vieira da Silva, de uma exposição que eu aí comissariei em 2010, na sequência de uma investigação sobre a artista que eu fiz. Não é correcto colocar aqui, ainda que parcialmente, essa informação, incluindo fontes iconográficas, sem quaisquer referências à autoria e edição. De notar que a divulgação é uma boa coisa, mas que a informação vem de algum lado. Apagar, assim, liminarmente o trabalho alheio, fazendo-o passar por seu (por ausência de quaisquer referências) não é correcto.
    Emília Ferreira

    Reply

    • Gatos gatinhos e gatarrões e O gato alfarrabista
      Dec 23, 2015 @ 01:21:36

      Boa noite Dª Emilia Ferreira,
      Peço imensa desculpa, mas não dei conta de que as informações que encontrei na internet (Wikipédia) eram assinadas, nem as imagens, que estavam em “Imagens de Mily Possoz” no motor de busca, logo abaixo da Wikipédia, pelo que ignorava haver alguma autoria sua. Acabei de abrir a página em questão da Wikipédia e nas referências no fundo da página, há de facto entre outras a de “Mily Possoz, uma gramática modernista, fundação Arpad Szenes-Vieira, Lisboa 2009”, todavia não menciona o seu nome o que faz que não o podia adivinhar. Nunca pretendi ser autora dos textos, que coloco em português e depois traduzo em francês, minha língua materna. É evidente que se tivesse encontrado rasto da sua assinatura, ter-la-ia mencionada, mas na Wikipédia não consta.
      Assim, não sei que parte do texto é seu, visto que a Wikipédia refere várias fontes. Afinal, o importante, neste caso é a divulgação da artista no que se refere aos gatos que são o tema em causa.
      Catarina Labey

      Reply

  2. Emília Ferreira
    Jul 20, 2016 @ 15:34:34

    Cara Catarina,
    A página da Wikipédia baseia-se em várias referências, entre as quais o catálogo da exposição que comissariei para a FASVS, em 2009, e em cujo texto do catálogo revelei parte das minhas pesquisas sobre a artista.
    Agradeço sinceramente a sua franca resposta. Era só para repor a autoria da investigação.
    Muito obrigada pelo seu cuidado, mais uma vez.
    Abraço,

    Emília

    Reply

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Et alors? E depois?

Bien dormi, merci!

Kuentro 2

Pour les fans de chats e de tous les animaux en général - Para os amantes de gatos e de todos os animais em geral

IMAGINÁRIO-KAFRE

Pour les fans de chats e de tous les animaux en général - Para os amantes de gatos e de todos os animais em geral

Le chat dans tous ses états - Gatos... gatinhos e gatarrões! de Catherine Labey

Pour les fans de chats e de tous les animaux en général - Para os amantes de gatos e de todos os animais em geral

largodoscorreios

Largo dos Correios, Portalegre

Interesting Literature

A Library of Literary Interestingness

almanaque silva

histórias da ilustração portuguesa

As Leituras do Pedro

Pour les fans de chats e de tous les animaux en général - Para os amantes de gatos e de todos os animais em geral

BDBD - Blogue De Banda Desenhada

Pour les fans de chats e de tous les animaux en général - Para os amantes de gatos e de todos os animais em geral

A minha biblioteca de Banda Desenhada

Pour les fans de chats e de tous les animaux en général - Para os amantes de gatos e de todos os animais em geral

colecionador de bd

Pour les fans de chats e de tous les animaux en général - Para os amantes de gatos e de todos os animais em geral

Divulgando Banda Desenhada

Pour les fans de chats e de tous les animaux en général - Para os amantes de gatos e de todos os animais em geral

JOÃO AMARAL

Pour les fans de chats e de tous les animaux en général - Para os amantes de gatos e de todos os animais em geral

Por um punhado de imagens

Pour les fans de chats e de tous les animaux en général - Para os amantes de gatos e de todos os animais em geral

TEX WILLER BLOG

Pour les fans de chats e de tous les animaux en général - Para os amantes de gatos e de todos os animais em geral

%d bloggers like this: